Misericórdia para a humanidade

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg

O Papa recitou o Pai-Nosso com todos os cristãos do mundo

31 março 2020

Em comunhão espiritual com todos os cristãos do mundo, o Papa recitou o “Pater Noster” para implorar misericórdia para a humanidade provada pela pandemia de coronavírus». Da  Biblioteca particular do Palácio apostólico do Vaticano o Pontífice guiou a oração — transmitida em  streaming — ao meio-dia de quarta-feira, 25 de março, solenidade da Anunciação do Senhor, dando continuidade ao apelo feito no dia 22 no Angelus. Publicamos as palavras introdutivas proferidas por Francisco.

Prezados irmãos e irmãs!

Hoje reunimo-nos, todos os cristãos do mundo, para recitar o Pai-Nosso, a oração que Jesus nos ensinou.

Como filhos confiantes, dirijamo-nos ao Pai. Façamo-lo todos os dias, várias vezes por dia; mas neste momento queremos implorar misericórdia para a humanidade, duramente provada pela pandemia do coronavírus. E façamo-lo juntos, cristãos de todas as Igrejas e Comunidades, de todas as tradições, idades, línguas e nações.

Oremos pelos doentes e pelas suas famílias; pelos agentes no campo da saúde e por aqueles que os ajudam; pelas autoridades, pelas forças da ordem e pelos voluntários; bem como pelos ministros das nossas comunidades.

Hoje muitos de nós celebram a Encarnação do Verbo no seio da Virgem Maria, quando no seu “Eis-me!” humilde e total  se reverberou o “Eis-me!” do Filho de Deus. Também nós nos entreguemos com plena confiança nas mãos de Deus e, com um só coração e uma só alma, rezemos:

[Pai-Nosso em latim]