· Cidade do Vaticano ·

Proximidade do Papa ao povo do Haiti

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
21 dezembro 2021

No final da audiência geral, o Papa fez um sentido apelo em prol do Haiti, depois da terrível explosão ocorrida. As suas palavras ecoaram na Sala Paulo vi , juntamente com um convite aos fiéis presentes e aos que o seguiam através dos meios de comunicação para que se unissem «à oração por estes nossos irmãos e irmãs, tão duramente provados». E a nação do Caribe é também beneficiária, com o Líbano, dos lucros obtidos no Concerto anual de Natal no Vaticano, cujos organizadores e artistas o Papa recebeu antes da audiência geral. Depois saudou todos, dirigindo em particular uma saudação aos lusófonos.

Nas últimas horas houve uma explosão devastadora em Cap-Haïtien, norte do Haiti, na qual muitas pessoas, incluindo numerosas crianças, perderam a vida. Pobre Haiti, uma depois da outra, é um povo em sofrimento. Rezemos, rezemos pelo Haiti, são pessoas boas, religiosas, mas estão a sofrer muito. Estou próximo dos habitantes daquela cidade e das famílias das vítimas, bem como dos feridos. Convido-vos a unir-vos a mim na oração por estes nossos irmãos e irmãs, tão duramente provados.

Caros irmãos e irmãs de língua portuguesa: nos aproximamos do Natal. Como São José, convido-vos a contemplar no silêncio o mistério da Palavra Eterna de Deus feita homem por nós e pela nossa salvação. Na nossa pobreza, Deus veio a nós. Desça sobre todos vós a Sua bênção!