· Cidade do Vaticano ·

Nota da Congregação para os bispos

O Papa erigiu a Conferência eclesial da Amazónia

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
26 outubro 2021

O Papa Francisco erigiu a Conferencia Eclesial de la Amazonía na sequência de um pedido feito no Sínodo dos bispos, celebrado em outubro de 2019. O anúncio foi dado através de uma nota da Congregação para os bispos divulgada a 20 de outubro, recordando que o documento final da assembleia sinodal, no número 115, propunha precisamente a criação de um «organismo episcopal permanente e representativo que promova a sinodalidade na região amazónica».

Durante uma assembleia realizada a 26-29 de junho de 2020, os prelados interessados decidiram solicitar à Santa Sé a ereção permanente da Conferencia Eclesial de la Amazonía.

Bem disposto a favorecer esta iniciativa, proposta na assembleia sinodal, o Papa Francisco encarregou a Congregação para os bispos de seguir e acompanhar de perto o processo, prestando toda a assistência para dar ao organismo uma fisionomia adequada.

Na audiência de 9 de outubro concedida ao prefeito da Congregação, o Santo Padre erigiu canonicamente a Conferencia Eclesial de la Amazonía como pessoa jurídica pública eclesiástica, conferindo-lhe a finalidade de promover a ação pastoral comum das circunscrições eclesiásticas da Amazónia e encorajar uma maior inculturação da fé naquele território.

Os Estatutos do novo organismo serão submetidos ao Santo Padre para a necessária aprovação no final do seu estudo.