· Cidade do Vaticano ·

Convite a não ficar de braços cruzados para construir a fraternidade

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
19 outubro 2021

Vaticano, 12 de outubro de 2021

Eminentíssimo e Reverendíssimo

Dom Orani João Tempesta O.Cist.

Cardeal Arcebispo
de São Sebastião do Rio de Janeiro

Sua Santidade partilha dos sentimentos de júbilo e une-se à ação de graças que o povo do Rio de Janeiro eleva a Cristo Redentor, na ocasião do nonagésimo aniversário da inauguração da sua estátua no alto do Corcovado. Esta imagem, com seus braços abertos num incessante apelo à reconciliação, retrata o convite à fraternidade que Nosso Senhor lança à cidade e a todo o país para que seja formada uma comunidade onde ninguém se sinta sozinho, indesejado, rejeitado, ignorado ou esquecido e onde todos se empenhem por um mundo mais justo, mais solidário e mais feliz. A propósito, o Santo Padre lembra que, independentemente do próprio grau de instrução ou de riqueza, todas as pessoas têm algo para contribuir na construção da fraternidade humana: ninguém deve ficar “de braços cruzados”, e sim abrir os braços a todos, como faz o Redentor. Para realizar isto é fundamental o diálogo construtivo, porque, «entre a indiferença egoísta e o protesto violento, há uma opção sempre possível: o diálogo. O diálogo entre as gerações, o diálogo no povo, porque todos somos povo» (Carta enc. Fratelli tutti, 199). Para tanto, Sua Santidade faz votos que seja renovado neste dia o compromisso de se acolherem uns aos outros, certos de que é sobretudo Cristo quem lhes acolhe a todos: Ele habita na cidade e convida a aproximarem-se d’Ele pois, estando perto d’Ele, estarão perto uns dos outros. Pedindo-lhes, por favor, que continuem a rezar por ele, o Papa Francisco, como penhor de graças celestiais e sinal de participação na mencionada festividade, envia à cidade do Rio de Janeiro, extensiva em modo especial a quantos tomarem parte na Missa comemorativa do dia 12 de outubro corrente, a Bênção Apostólica em nome do Cristo Redentor e pela intercessão da Mãe do povo brasileiro, Nossa Senhora Aparecida.

Cardeal Pietro Parolin

Secretário de Estado de Sua Santidade