· Cidade do Vaticano ·

Era prefeito emérito da Congregação para o culto divino e a disciplina dos sacramentos

Faleceu o cardeal Medina Estévez

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
12 outubro 2021

O cardeal chileno Jorge Arturo Medina Estévez, prefeito emérito da Congregação para o culto divino e a disciplina dos sacramentos, faleceu a 3 de outubro. Nascido em Santiago do Chile a 23 de dezembro de 1926, foi ordenado sacerdote a 12 de junho de 1954. Eleito bispo titular de Tibili em 18 de dezembro de 1984 e, simultaneamente, bispo auxiliar de Rancagua, recebeu a Ordenação episcopal na solenidade da Epifania de 1985, na basílica do Vaticano. Nomeado bispo de Rancagua a 25 de novembro de 1987, foi depois transferido para a diocese de Valparaíso a 16 de abril de 1993. A 21 de junho de 1996 foi nomeado pró-prefeito da Congregação para o culto divino e a disciplina dos sacramentos. No mesmo dia renunciou ao governo pastoral da diocese de Valparaíso. A 19 de setembro do mesmo ano, foi promovido a arcebispo. Foi criado e publicado cardeal no consistório de 21 de fevereiro de 1998, da diaconia de San Saba, elevada pro hac vice a título presbiteral a 1 de março de 2008. A 23 de fevereiro de 1998 tornou-se prefeito do mencionado Dicastério. Renunciou ao cargo em 1 de outubro de 2002. Cardeal protodiácono de 24 de fevereiro de 2005 a 23 de fevereiro de 2007, anunciou ao mundo, da janela de São Pedro, a eleição de Bento xvi a 19 de abril de 2005. Impôs o pálio ao novo Papa durante a missa no início do seu pontificado, no dia 24 de abril de 2005.