· Cidade do Vaticano ·

Ataque à vida e ao seu destino

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
14 setembro 2021
As semanas passam, e na medida em que penetro cada vez mais profundamente na imensa floresta, torna-se sempre mais claro para mim que esta viagem na Amazónia é como uma peregrinação no coração do mundo, onde as contínuas agressões a este transbordante abraço de árvores, terra, rios e povos com sabedoria ancestral se tornam, a um nível simbólico e imediatamente concreto, um ataque à vida e ao seu destino. Ver árvores centenárias que ardem ao longo de uma frente de fogo quilométrica, como me ocorreu no centro-norte do Pará, constitui uma experiência alucinante. Ouves, e nunca o esqueces, um crepitar prolongado e suplicante, como um grito abafado, que encobre o holocausto silencioso de milhares de animais, plantas, ...

Este conteúdo é reservado aos Assinantes

paywall-offer
Estimada Leitora, querido Leitor,
la leitura de L’Osservatore Romano em todas as suas edições é reservada aos Assinantes
Assine até 30 de setembro e poderá usufruir do preço promocional de €20 anuais