· Cidade do Vaticano ·

Mensagem do Papa às populações do continente americano

Vacinas para todos, uma esperança para acabar com a pandemia

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
24 agosto 2021

Com uma mensagem vídeo proferida em espanhol, o Papa Francisco uniu-se a uma campanha para inspirar confiança nas vacinas destinadas à população americana, especialmente às mais afetadas pela Covid-19. Seis cardeais e arcebispos do continente também se uniram ao apelo, lançado na manhã de 18 de agosto.

Em espírito fraterno, uno-me a esta mensagem de esperança num futuro mais luminoso. Graças a Deus e ao trabalho de muitos, hoje temos vacinas para nos proteger da Covid-19. Elas dão esperança de acabar com a pandemia, mas unicamente se estiverem disponíveis para todos e se trabalharmos em conjunto.

A vacinação, com vacinas autorizadas pelas autoridades competentes, é um gesto de amor. E ajudar a vacinar a maioria das pessoas é um gesto de amor. Amor a si próprio, amor à família e amigos, amor a todos os povos. O amor é também social e político, há amor social e amor político, é universal, sempre transbordante de pequenos gestos de caridade pessoal capazes de transformar e melhorar as sociedades (cf. Laudato si’, 231)

Vacinar-nos é uma forma simples, mas profunda de promover o bem comum e de cuidar uns dos outros, especialmente dos mais vulneráveis. Peço a Deus que cada um possa contribuir com o seu pequeno grão de areia, com o seu pequeno gesto de amor. Por muito pequeno que seja, o amor é sempre grande. Contribuir com estes pequenos gestos para um futuro melhor.

Que Deus vos abençoe e obrigado!