· Cidade do Vaticano ·

O desafio da migração africana

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
10 agosto 2021
Em 1962, o intelectual francês Raymond Claude Ferdinand Aron publicou um ensaio que causou grande agitação na época, intitulado Paix et guerre entre les nations, (Paz e guerra entre as nações). O autor questionou-se, com considerável inquietação e preocupação, sobre os efeitos perversos da globalização do mercado, então nos primórdios, e sobre o fosso crescente entre ricos e pobres, afirmando: «A desigualdade entre as nações assumirá o papel de luta de classes». Hoje, refletindo sobre as causas que determinam a mobilidade humana a partir da costa africana, especialmente nesta época fortemente condicionada pela pandemia de Covid-19, a visão profética de Aron parece tornar-se ...

Este conteúdo é reservado aos Assinantes

paywall-offer
Estimada Leitora, querido Leitor,
la leitura de L’Osservatore Romano em todas as suas edições é reservada aos Assinantes
Assine até 30 de setembro e poderá usufruir do preço promocional de €20 anuais