· Cidade do Vaticano ·

Divulgado pela sala de imprensa da Santa Sé

O programa da viagem do Papa a Budapeste e à Eslováquia

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
27 julho 2021

Sete discursos, três homilias, a primeira das quais, no domingo, será seguida pela recitação do Angelus, e uma saudação aos ciganos de Košice: serão pronunciados pelo Papa Francisco durante a sua viagem internacional — 34ª do pontificado — a Budapeste e à Eslováquia, agendada para 12-15 de setembro. Foi o anúncio dado na manhã de 21 de julho, pela sala de imprensa da Santa Sé, divulgando o programa sumário da visita, que terá início com a partida do aeroporto de Fiumicino, em Roma, na manhã de domingo 12 de setembro. À chegada ao aeroporto internacional da capital húngara haverá a cerimónia oficial de boas-vindas, seguida por três encontros no Museu de belas-artes: com o presidente da República e o primeiro-ministro, com os bispos do país e com representantes do Conselho ecuménico das Igrejas e de algumas comunidades judaicas da Hungria. Durante os dois últimos encontros estão previstos os primeiros discursos públicos da viagem, antes da missa de encerramento do 52º Congresso eucarístico internacional, que o bispo de Roma celebrará na praça dos Heróis. No início da tarde a despedida de Budapeste, a partida do aeroporto e, após um curto voo, a chegada ao aeroporto internacional de Bratislava, onde terá lugar a cerimónia oficial de boas-vindas. Em seguida, na nunciatura apostólica da capital eslovaca, o Papa participará num encontro ecuménico, no qual pronunciará o relativo discurso, e num encontro particular com os irmãos da Companhia de Jesus que trabalham no país.

Na manhã de segunda-feira 13, a cerimónia de boas-vindas no Palácio presidencial e a visita de cortesia ao presidente da República, na sala de ouro da mesma residência precederão o discurso às autoridades, à sociedade civil e ao corpo diplomático, no jardim daquele complexo. A catedral de São Martinho acolherá depois o encontro com bispos, sacerdotes, religiosos, seminaristas e catequistas. A tarde terminará com uma visita particular ao centro Belém, um encontro com a comunidade judaica na praça Rybné námestie, e as audiências com o presidente do Parlamento e o primeiro-ministro, na sede da representação pontifícia.

No dia seguinte, terça-feira 14, Francisco tomará novamente o avião para ir a Présov, onde celebrará a divina liturgia de São João Crisóstomo e, em Košice, visitará a comunidade cigana no bairro Luník ix e encontrará os jovens no estádio local. À noite está previsto o retorno a Bratislava.

No último dia da viagem, quarta-feira 15, o Pontífice presidirá à missa — precedida por um momento de oração com os bispos — no santuário nacional de Šaštin. No final, no início da tarde, do aeroporto da capital eslovaca regressará a Roma, aterrando em Ciampino.

Foram divulgados também o lema e o logótipo da etapa eslovaca, com o segundo que retoma o primeiro: «Com Maria e José no caminho para Jesus». Embaixo está representada uma estrada, simbolizando o caminho rumo à cruz, dentro de um coração, referência ao amor por Jesus de São José e da Virgem, padroeira do país. As sete estrelas são uma referência ao nome que a tradição popular atribui a “Nossa Senhora das sete dores”. Os elementos do logótipo ostentam as cores branco, azul e vermelho da bandeira nacional, e branco e amarelo da bandeira do Vaticano.