· Cidade do Vaticano ·

O anúncio da viagem no Angelus

Em setembro o Papa visitará a Hungria e a Eslováquia

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
07 julho 2021

«Tenho o prazer de anunciar que de 12 a 15 de setembro próximo, se Deus quiser, irei à Eslováquia para fazer uma visita pastoral. Antes disto [na manhã do mesmo domingo, 12 de setembro] concelebrarei em Budapeste a Missa de encerramento do Congresso Eucarístico Internacional». Assim, no final do Angelus de 4 de julho, o Papa Francisco anunciou a sua segunda viagem de 2021, depois da já “histórica” ao Iraque, em março passado, que se seguiu a uma longa pausa devido à pandemia.

Da janela do Palácio apostólico o Pontífice pediu orações por todos os que trabalham na preparação e organização da visita, que — como foi dado a conhecer imediatamente a seguir, numa declaração do diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni — se realiza «a convite das autoridades civis e das Conferências episcopais». Especificando que «o programa da viagem será publicado em breve», Bruni explicou que na manhã de domingo 12, o Papa Francisco estará na capital húngara e posteriormente, a partir da tarde do mesmo dia até ao dia 15, «estará na Eslováquia, onde visitará as cidades de Bratislava, Prešov, Košice e Šaštin.