· Cidade do Vaticano ·

No Angelus o Papa Francisco renovou o seu urgente apelo e recordou que a 19 de março
iniciará o Ano Amoris laetitia

Pôr fim ao conflito na amada
e martirizada Síria

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
16 março 2021

A família no centro da Igreja e da sociedade


«Na próxima sexta-feira, solenidade de São José, abrir-se-á o «Ano da família Amoris laetitia”... para pôr a família no centro da atenção da Igreja e da sociedade». Recordou o Papa no final do Angelus de 14 de março, convidando a um impulso pastoral renovado e criativo» parta que em cada casa se possa experimentar «a presença viva da Sagrada Família de Nazaré», para encher as «nossas pequenas comunidades domésticas de amor sincero e generoso também nas provações e dificuldades».

Da janela do estúdio particular do Palácio apostólico do Vaticano, antes de recitar a prece mariana com os fiéis presentes na praça de São Pedro, o Pontífice apelou vigorosamente a favor da martirizada Síria dez anos depois do início do conflito, «causando uma das mais graves catástrofes humanitárias do nosso tempo: um número incalculável de mortos e feridos, milhões de refugiados, milhares de desaparecidos, destruição, violência de todo o tipo e imenso sofrimento para toda a população, especialmente os mais vulneráveis, como crianças, mulheres e idosos»; precedentemente o Santo Padre comentou o Evangelho do quarto domingo de Quaresma.

Angelus