· Cidade do Vaticano ·

No Angelus

Apelo do Pontífice a favor
das moças raptadas
na Nigéria

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
02 março 2021

No final do Angelus de 28 de fevereiro o Papa manifestou a sua forte condenação do «vil rapto de 317 moças» de uma escola no noroeste da Nigéria. Unindo a sua «voz à dos bispos» daquele país africano, Francisco assegurou a sua proximidade às estudantes, com o desejo de que «em breve possam regressar a casa». Ao meio-dia, da janela do seu estúdio no Palácio apostólico para a recitação mariana com os fiéis presentes na praça de São Pedro, o Pontífice introduziu-a com uma meditação sobre o Evangelho da Transfiguração, proposto pela liturgia do segundo domingo da Quaresma. Depois do Angelus o Pontífice recordou o Dia mundial das doenças raras e ofereceu um conselho espiritual para o tempo quaresmal: jejuar das bisbilhotices e das maledicências.

Angelus