· Cidade do Vaticano ·

Mensagem para a Quaresma

Um olhar de esperança
em tempos de fragilidade
e incerteza

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
16 fevereiro 2021

A mensagem do Papa para a Quaresma, apresentada na sexta-feira 12 de fevereiro durante uma conferência online pelo cardeal Turkson e por monsenhor Duffé, respetivamente prefeito e secretário do Dicastério para o serviço de desenvolvimento humano integral, que falou na Sala de imprensa da Santa Sé com Marcela Szymanski, da “Ajuda à Igreja que sofre”, em ligação vídeo de Bruxelas, a qual através do desenho de uma menina de 11 anos de Alepo ofereceu um testemunho comovedor sobre o drama do conflito sírio. “Eis que vamos a Jerusalém...” é a passagem do Evangelho de Mateus (20, 18) que serve de leitmotiv para o texto papal, contendo uma proposta tripla para viver o tempo da Quaresma como ocasião de renovação da fé, esperança e caridade. O primeiro, explicou Francisco, «chama-nos a aceitar a Verdade e a tornar-nos suas testemunhas perante Deus e todos os nossos irmãos e irmãs»; o segundo é «água viva» que «nos permite continuar a viagem»; o terceiro, «vivido nas pegadas de Cristo com atenção e compaixão, é a expressão mais elevada» dos dois primeiros.

Mensagem do Papa Francisco