· Cidade do Vaticano ·

Na intenção de oração para fevereiro o apelo do Papa a não olhar para o outro lado

A violência contra as mulheres é uma degradação para a humanidade

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg
09 fevereiro 2021

Um forte apelo a não olhar para o outro lado, mas a intervir para acabar com a violência contra as mulheres: eis quanto propõe o Papa Francisco no vídeo da Rede mundial de oração, apresentando a intenção para o mês de fevereiro. No breve vídeo — lançado na tarde de 1 de fevereiro — passam imagens dramáticas. Com ilustrações animadas apresenta-se a história de uma mulher vítima de violências, que encontra a coragem para sair do túnel dos abusos, graças à própria força e à ajuda da comunidade. «Ainda hoje, diz o Pontífice, existem mulheres vítimas da violência: violência psicológica, violência verbal, violência física, violência sexual». É impressionante, observa Francisco, «o número de mulheres afetadas, ofendidas, violentadas». As várias formas de maus-tratos que muitas mulheres padecem são uma perversidade e uma degradação para a humanidade inteira. Para os homens e para toda a humanidade». Em seguida, o Papa recorda que «os testemunhos das vítimas que têm a coragem de quebrar o silêncio são um pedido de ajuda que não podemos ignorar». Depois, lança um apelo vibrante a não «olhar para o outro lado», exortando a rezar «pelas mulheres vítimas da violência, a fim de que possam ser protegidas pela sociedade e para que os seus sofrimentos sejam levados em consideração e conhecidos por todos».

Difundido, como de costume, através do site www.thepopevideo.org, o vídeo traduzido em nove línguas foi criado e produzido pela Rede mundial de oração do Papa, em colaboração com a agência La Machi e o Dicastério para a comunicação.