· Cidade do Vaticano ·

Transferida para o dia 13 de setembro a Coleta para a Terra Santa

cq5dam.thumbnail.cropped.500.281.jpeg

14 abril 2020

Este ano a Coleta para a  Terra Santa será deslocada para  domingo, 13 de setembro, em proximidade  da  Festa da Exaltação da Santa Cruz: o Papa Francisco  estabeleceu-o  aceitando a proposta da Congregação para as Igrejas   orientais, ditada pela atual situação de emergência causada pela covid-19. O anuncio   foi  dado a 2 de abril, num comunicado assinado pelo cardeal prefeito da mesma congregação, Leonardo Sandri, e pelo subsecretário, Rev.do Pe. Flavio Pace.

A pandemia — explica o documento — «envolve muitas nações e em muitas delas existem medidas preventivas que impedem a normal celebração comunitária dos ritos da Semana Santa».

«As comunidades cristãs na Terra Santa,  também expostas ao risco de contágio e vivendo em contextos muito difíceis  — continua o comunicado —, beneficiam todos os anos da generosa solidariedade dos fiéis de todo o mundo, para poder continuar a sua presença evangélica, assim como manter escolas e estruturas assistenciais abertas a todos os cidadãos para a educação humana, a convivência pacífica e o cuidado especialmente dos mais pequeninos e pobres». Por esta razão, o Papa aprovou a decisão de adiar a coleta para a data que, tanto no Oriente como no Ocidente, se celebra a memória da «descoberta da relíquia da Cruz por Santa Helena e, de facto, o início do culto público em Jerusalém com a construção da Basílica do Santo Sepulcro». Deste modo, conclui o comunicado, a iniciativa de solidariedade «será um sinal de esperança e de salvação redescoberta depois da Paixão com a qual muitos povos estão agora associados, assim como de solidariedade com aqueles que continuam a viver o Evangelho de Jesus na Terra onde tudo começou».