Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A visita do Papa à Coreia do Sul

· De 14 a 18 de Agosto ·

Fervem os preparativos para a visita do Papa Francisco à Coreia do Sul, de 14 a 18 de Agosto próximo. Na manhã de quarta-feira, 18 de Junho, a Sala de Imprensa da santa Sé difundiu o programa da visita. A partida será prevista para as 16h00 de quarta-feira, 13 de Agosto, do aeroporto de Fiumicino. 

Considerando a diferença de fuso horário entre Roma e Seul, o avião que leva o Pontífice pousará na base aérea da capital coreana por volta das 10h30 de quinta-feira, 14. Não estão previstas cerimónias particulares na chegada. O Papa irá directamente para a nunciatura apostólica onde celebrará missa de forma privada e permanecerá até ao momento de se dirigir, no início da tarde, à Blue House, residência do presidente da República. No palácio presidencial terão lugar a cerimónia oficial de boas-vindas, a visita de cortesia ao presidente e o encontro com as autoridades do país. Sucessivamente o Papa Francisco irá à sede da Conferência episcopal coreana para o encontro, o último do dia, com os prelados do país.

Na manhã de sexta-feira, 15 de Agosto, deslocar-se-á de helicóptero para Daejeon, onde, no complexo desportivo do World cup stadium – o estádio que hospedou o campeonato mundial de futebol em 2002 – celebrará a missa na solenidade da Assunção. Depois, almoçará no seminário maior com alguns jovens coreanos. Às 16h30, de helicóptero, irá ao santuário de Solmoe, para o esperado encontro com os jovens da Ásia reunidos para a sua sexta assembleia continental. Em seguida, o Pontífice voltará para Seul, onde pernoitará na sede da nunciatura apostólica.

Na manhã de sábado, 16 de Agosto, terá lugar o segundo importante momento da sua visita. Após uma pausa de oração no santuário dos mártires de Seo So mun, presidirá à celebração na qual será inserido o rito da beatificação de Paul Ji-Chung e dos seus 123 companheiros mártires, trucidados no século XVIII por terem renunciado ao confucionismo e abraçado o cristianismo. A missa será realizada junto da Porta de Gwanghwamun em Seul.

Na parte da tarde irá de helicóptero a Kkottongnae onde visitará um centro de recuperação para deficientes, encontrar-se-á com as comunidades religiosas da Coreia e com os líderes do apostolado laico antes do regresso à capital.

Na manhã de domingo, 17 de Agosto, o Papa irá a Haemi, onde no santuário local se encontrará com os bispos da Ásia, e com os quais almoçará. Na parte da tarde, no castelo da cidade, celebrará a missa conclusiva do sexto encontro continental dos jovens da Ásia.

Na segunda-feira de manhã, antes de partir para Roma, encontrar-se-á na nunciatura com os líderes religiosos e, na catedral de Myeong-dong de Seul, celebrará a missa pela paz e pela reconciliação, acto conclusivo da visita pastoral à Coreia do Sul.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

26 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS