Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A violência vence-se com a paz

· Novo apelo do Papa Francisco a favor do Médio Oriente e da Ucrânia ·

Preocupado com as notícias que chegam do Iraque e de outros países do Médio Oriente, o Papa Francisco lançou um novo apelo a favor dos cristãos perseguidos, convidando os fiéis a «perseverar na oração pelas situações de tensão e de conflito que persistem em diversas zonas do mundo, especialmente no Médio Oriente e na Ucrânia». No Angelus de domingo 20 de Julho, na praça de São Pedro, depois da reflexão dedicada à parábola evangélica do trigo e do joio, o Pontífice deu voz ao grito de dor dos cristãos, sobretudo dos de Mossul, obrigados a abandonar a cidade para evitar intimidações e violências. «Os nossos irmãos – denunciou – são perseguidos, expulsos, devem deixar as suas casas sem ter a possibilidade de lavar algo consigo». Às famílias e a cada uma das pessoas Francisco garantiu proximidade e oração constante: «Eu sei – disse – quanto sofreis, sei que sois despojados de tudo. Estou convosco na fé naquele que venceu o mal». E à oração o bispo de Roma confiou também o futuro de toda a região médio-oriental e da Ucrânia, recordando que «a violência não se vence com a violência» mas «com a paz».

O Papa no Angelus 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS