Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​Violência doméstica no Uganda

A Igreja ugandesa colocou a violência doméstica no centro do seu Advento. De facto, a Conferência episcopal local lançou a campanha Decisões partilhadas, desenvolvimento partilhado, felicidade partilhada, para «intensificar a consciência acerca do problema da violência doméstica, de modo a promover comportamentos melhores na família ao aproximar-se a celebração do Natal», explicou D. John Baptist Odama, arcebispo de Gulu e presidente da Conferência, encorajando todos os líderes da Igreja a rezarem contra este flagelo. Portanto, desde o primeiro domingo de Advento todas as paróquias do país são chamadas a recordar nas celebrações litúrgicas o drama da violência doméstica. A campanha contra esta forma de violência foi iniciada no Uganda em 2010. Segundo as estatísticas oficiais, que evidentemente recordam apenas os casos denunciados, em 2012 a violência doméstica provocou 9.278 vítimas.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS