Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Vinte anos pela vida

· Um congresso internacional no aniversário de fundação da Pontifícia Academia ·

«Vinte anos para uma instituição como a nossa equivalem a vinte dias de uma pessoa. Isto para dizer que o nosso organismo é jovem. Não obstante, fizemos muita estrada e nem sempre foi um caminho fácil a seguir, sobretudo considerando as rápidas evoluções da ciência e as mudanças de mentalidade, impressionantes pela velocidade com a qual se realizaram».

Agora, trata-se de «ir em frente com coragem, segundo as indicações e estímulos do Papa Francisco», afirma o bispo Ignacio Carrasco de Paula, presidente da Pontifícia Academia para a Vida, ao reflectir sobre os vinte anos de vida do organismo, querido por João Paulo II (11 de Fevereiro de 1994) para apoiar «com um suporte científico e antropológico o compromisso da Igreja a favor da vida humana».

Uma missão enorme, declara o presidente ao nosso jornal, «que seria quase impossível desempenhar sem a ajuda de cientistas e pesquisadores de diversas nações do mundo que nos ajudam de acordo com as problemáticas que tratamos». A Pontifícia Academia está comprometida neste momento «com o desafio apresentado pela recente decisão assumida pela Bélgica a propósito do reconhecimento da eutanásia para as crianças doentes terminais. É uma decisão absurda – comenta o presidente – que só podem assumir as pessoas do poder não as do saber. Depois, as motivações apresentadas não têm sentido algum. Sobretudo porque a ciência oferece alternativas infinitas. Dispomos de meios para poder enfrentar qualquer situação».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS