Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Vinho novo em odres velhos

· Prossegue em Roma o encontro internacional sobre a vida consagrada ·

«Vida consagrada: retira a pedra, liberta-te das faixas e caminha!». Com esta eficaz paráfrase do episódio evangélico da ressurreição de Lázaro, exortação vigorosa a uma realidade que olha para o futuro, o arcebispo José Rodríguez Carballo, secretário da Congregação para os institutos de vida consagrada e as sociedades de vida apostólica, concluiu a sua intervenção na Sala Paulo VI no Vaticano, na tarde de sexta-feira 29 de Janeiro, dia inaugural do encontro internacional que encerra o ano da vida consagrada.

O prelado proferiu um apaixonado discurso sobre o tema «Vinho novo em odres velhos»: cinquenta anos após o concílio e depois deste ano de reflexão, de oração e de confronto dedicado a todas as formas de vida consagrada (Ordo virginum, institutos seculares, institutos de vida activa, institutos de vida contemplativa, ordens, monges, eremitas e as novas formas de consagração), é necessário de facto questionar-se sobre quais respostas foram dadas perante «os sinais dos tempos». Em particular, o arcebispo analisou três pontos fundamentais: o serviço da autoridade, a formação e a vida fraterna na comunidade. Assim, disse, a autoridade é um odre novo se for vivido na dimensão do serviço e da compreensão, e se ajudar as pessoas a crescer em todas as suas dimensões; ao contrário, é um odre velho se o superior a conceber como poder ou como faria «o administrador de uma empresa».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

15 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS