Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Unidos no serviço

· Durante a audiência geral Francisco fala da santa mãe Igreja hierárquica e anuncia a visita a Turim a 21 de Junho de 2015 ·

O episcopado «não se pede» nem «se compra» porque se trata de «um serviço» e não de «uma honorificência para se vangloriar» nem fazer «carreira eclesiástica». Na audiência geral dedicada à «santa mãe Igreja hierárquica» – na manhã de quarta-feira, 5 de Novembro, na praça de São Pedro – o Papa Francisco falou sobre o espírito com o qual os bispos são chamados a desempenhar o seu ministério pastoral. 

Que, recordou, deve ser aceite «em obediência, não para se elevar, mas para se abaixar» do mesmo modo como fez Jesus, humilhando-se até à cruz. «É triste – constatou – quando se vê um homem que procura este cargo e faz tantas coisas para chegar lá e quando o alcança não serve, pavoneia-se, vive só para a sua vaidade».

O Pontífice frisou também a dimensão da «colegialidade» – vivida durante a recente assembleia sinodal – que une os bispos entre si e os reúne ao redor do Papa. Este espírito de comunhão deve caracterizar também a relação entre o pastor e a comunidade a ele confiada: de facto, não existe «uma Igreja sadia», advertiu Francisco, se «os fiéis, diáconos e presbíteros não estiverem unidos com o bispo».

E precisamente à responsabilidade e às capacidades dos bispos no desempenho do seu ministério referem-se as disposições aprovadas pelo Pontífice no dia 3 de Novembro numa audiência ao secretário de Estado que entraram em vigor hoje com a publicação em «L'Osservatore Romano ». Com elas Francisco retoma substancialmente a normativa estabelecida por Paulo VI entre 1966 e 1975 em resposta às indicações conciliares e depois aplicadas pelo Codex iuris canonici de 1982 e pela Pastor bonus de 1988. 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS