Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Uma agência mundial
contra o tráfico

· Proposta à plenária da Pontifícia Academia das ciências sociais ·

É necessária uma agência mundial contra o tráfico que tenha a autoridade para fazer aplicar os protocolos assinados pelos vários Estados.

Foi uma das propostas elaboradas durante a sessão plenária da Pontifícia Academia das ciências sociais apresentadas durante a conferência de imprensa, realizada, na manhã de terça-feira, 21 de Abril, na Sala de Imprensa da Santa Sé.

A presidenta da Pontifícia academia, Margareth Archer, repercorreu emlinhas gerais os temas tratados durante os encontros, sublinhando a necessidade de impedir não só a oferta de pessoas escravizadas, mas também a procura, ou seja, os empresários que exploram o trabalho forçado e que utilizam a prostituição. A presidenta explicou também a dramática situação das pessoas vítimas do tráfico que são repatriadas. Estas pessoas, que na maioria pertencem a famílias pobres ou miseráveis, quando regressam arriscam a própria incolumidade.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

11 de Dezembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS