Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Uma actriz diferente

Faleceu em Roma Virna Lisi, actriz muito amada pelo público, também pelas suas escolhas nada banais. Depois de ter assinado um contrato de sete anos com a Paramount, decidiu pagar a penalidade e deixar o cinema americano que queria obrigá-la a adoptar uma imagem que não sentia como sua. Foi uma daquelas actrizes que aprendeu a profissão com a experiência, embora no início da carreira a sua extraordinária beleza tenha predominado sobre o talento. Depois, com o tempo, Virna Lisi demonstrou uma competência natural. Uma das poucas italianas cuja voz quase nunca foi substituída, desde o início interpretou papéis importantes, obtendo vários prémios. Quando Orianna Fallaci a entrevistou em Junho de 1964, no auge do seu esplendor, à jornalista que lhe perguntava se era feliz por ser tão bonita, respondeu: «Espero com impaciência as primeiras rugas, a velhice: as pessoas levar-me-ão mais a sério». E foi de palavra: um caso absolutamente extraordinário no mundo do espectáculo de hoje. De facto, não teve medo dos anos e deixou que o seu rosto dissesse a sua idade. Também por isto, faleceu com 78 anos sem ter deixado de trabalhar. E de ser maravilhosa.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS