Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Um lugar para os jovens

· No esboço do documento conclusivo da reunião pré-sinodal ·

«A palavra que melhor sintetiza esta semana que estamos a viver é certamente “alegria”»: não tem dúvidas a norte-americana Briana, uma das mais de trezentas jovens que vieram a Roma para a reunião preparatória do próximo Sínodo dos bispos. Ela veio do Texas e empenhou-se na coordenação dos contributos dos mais de quinze mil inscritos nos grupos de debate no Facebook. Faz-lhe eco o chileno Javier: «É emocionante sobretudo viver a alegria de ser comunidade não obstante as diversidades. Provimos de todas as partes do mundo e estamos a aprender muitíssimo uns dos outros».

Uma rede de debates, testemunhos, confrontos, perguntas que caracterizou os últimos dias não só no colégio Maria Mater Ecclesiae, sede dos trabalhos, mas pôs literalmente em ligação os cinco continentes. Briana e Javier fazem o balanço do acontecimento que já ultrapassou o ponto intermédio: agora preparamo-nos para dar forma concreta ao documento conclusivo a ser apresentado ao Papa Francisco no próximo dia 25, durante a celebração do Domingo de Ramos na praça de São Pedro. «Os jovens – explicam os dois jovens – fundamentalmente pedem à igreja inteira, não só às hierarquias, que seja coerente e fale de maneira clara, que mostre testemunhas verdadeiras e use uma linguagem compreensível». Eles, acrescentam, «têm um forte sentido de pertença e desejam encontrar na Igreja uma comunidade. Sobretudo querem encontrar um lugar, o seu lugar, onde a sua voz possa ser sempre ouvida. Pretendem ser protagonistas».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

15 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS