Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Um de família

· ​O Papa Francisco na paróquia romana de São Pedro Damião ·

«Meu irmão está doente e não pôde vir: pediu-me para te saudar», «Minha filha acabou de fazer a primeira comunhão, Papa Francisco posso oferecer-lhe uma lembrancinha?», «Santo Padre, posso abraçar-te?». Passou assim rapidamente assim a tarde de domingo, 21 de maio, na paróquia romana de São Pedro Damião em Casal Bernocchi, como se tivesse chegado alguém de casa, um de família. Maria Grazia, uma senhora originária da província de Alexandria, contou no dialeto piemontês que a sua mãe idosa, enferma, vive numa pequena aldeia a cerca de vinte quilómetros daquela dos bisavós do Pontífice. E ele, com extrema naturalidade, sempre em dialeto, pediu-lhe notícias mais exatas.

Alegria e entusiasmo animaram este cantinho da extrema periferia meridional de Roma, perto do litoral, vencendo até as dificuldades de um calor mais próximo do verão do que da primavera. Já desde as primeiras horas da tarde as pessoas do bairro tinham ocupados os lugares atrás das barreiras na praça adjacente à igreja e ao longo da estrada que leva ao campo desportivo onde estava prevista a chegada do Papa. Aqui esperavam-no os jovens atletas da associação desportiva «Vita Nuova Casal Bernocchi», as crianças e os adolescentes de São Pedro Damião juntamente com os da paróquia vizinha de São Pio da Pietrelcina.

Maurizio Fontana

Homilia do Papa

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS