Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Um caminho em quatro etapas

· Apresentação do Papa para a nova edição do Catecismo da Igreja católica ·

Antecipamos a apresentação escrita pelo Papa Francisco para a nova edição do Catecismo da Igreja católica (Cidade do Vaticano – Cinisello Balsamo, Libreria editrice vaticana – Edições São Paulo, 2017, 1716 páginas, 29,90 euros) publicada com um comentário teológico-pastoral inédito e com a introdução cuidada pelo arcebispo presidente do Pontifício conselho para a promoção da nova evangelização.

O Catecismo da Igreja Católica apresenta-se como um caminho que, através de quatro etapas, permite que se compreenda a dinâmica da fé. Abre-se com o desejo de cada homem que traz em si o anseio por Deus e conclui-se com a oração, como expressão de um encontro no qual o homem e Deus se olham, se falam e se ouvem. A vida de graça, expressa em particular nos sete sacramentos, e o estilo de vida do crente como uma vocação a viver segundo o Espírito, são as outras duas etapas necessárias para compreender plenamente a identidade crente como discípulo missionário de Jesus Cristo.

Ao concluir-se o XXV aniversário da Constituição Apostólica Fidei depositum, com a qual o Catecismo da Igreja Católica foi entregue aos fiéis, assinada simbolicamente por São João Paulo II no dia 11 de outubro de 1992 no trigésimo aniversário do início do Concílio Ecuménico Vaticano II, a publicação desta nova edição, na qual juntamente com o Catecismo da Igreja Católica se apresenta um Comentário teológico pastoral, é de grande ajuda para entrar cada vez mais na compreensão do mistério da fé.

Deste modo, o Catecismo da Igreja Católica torna-se uma ulterior mediação através da qual se promove e apoia as Igrejas particulares em todo o mundo no compromisso de evangelização como instrumento eficaz para a formação sobretudo dos sacerdotes e catequistas. Faço votos por que possa ser conhecido e utilizado a fim de valorizar do melhor modo o grande património de fé destes dois mil anos da nossa história.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS