Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Um acordo que respeite as aspirações dos dois povos

· Bento XVI recebeu em Castel Gandolfo o presidente do Estado de Israel Shimon Peres ·

Na manhã de quinta-feira, 2 de Setembro, no Palácio pontifício de Castel Gandolfo, Sua Santidade Bento XVI recebeu em audiência Shimon Peres, presidente do Estado de Israel, que se encontrou também com o secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone, acompanhado do secretário para as Relações com os Estados, D. Dominique Mamberti.

Durante os colóquios, mantidos num clima de cordialidade, foi recordada a peregrinação que o Papa realizou à Terra Santa em 2009.

A propósito da retomada dos contactos directos entre israelenses e palestinianos, em programa no mesmo dia em Washington, fizeram votos para que sirva de ajuda para alcançar um acordo respeitoso das legítimas aspirações dos dois povos e capaz de estabelecer uma paz estável na Terra Santa e em toda a região. Confirmaram a condenação de todas as formas de violência e a necessidade de garantir melhores condições de vida a todas as populações da área. Não faltaram uma referência ao diálogo inter-religioso e uma visão panorâmica sobre a situação internacional.

Os colóquios permitiram examinar inclusive as relações entre o Estado de Israel e a Santa Sé e das autoridades estatais com as comunidades católicas locais. Relativamente a isso, realçou-se o significado totalmente particular da presença delas na Terra Santa e o contributo que oferecem para o bem comum da sociedade, sobretudo por intermédio das escolas católicas. Enfim, comentaram os resultados alcançados pela comissão bilateral de trabalho, empenhada há anos na elaboração de um acordo relativo a questões de carácter económico, desejando que se conclua rapidamente.

Durante o encontro, o presidente israelense ofereceu ao Pontífice um candelabro de sete braços, com a seguinte inscrição, composta por ele em inglês: «A Sua Santidade o Papa Bento XVI, Pastor que procura conduzir-nos aos campos das bênçãos e aos campos da paz. Com grande estima». A menorá foi realizada em prata por um artista israelense e mede 30 cm de altura. O Papa retribuiu o dom com uma medalha de bronze emoldurada em travertino, cópia daquela que Alexandre VII pôs dentro da primeira pedra da colunata norte da basílica vaticana em 1657. Nela está gravado o projecto inicial de disposição da Praça de São Pedro, desenhado por Bernini.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS