Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Três palavras para o Natal

· Nas mensagens das organizações ecuménicas ·

Alegria, paz e esperança: são estas as três palavras fundamentais da mensagem para o Natal assinada pelos responsáveis das Igrejas e das comunidades eclesiais de Jerusalém. 

Treze assinaturas, que manifestam uma comunhão cada vez mais visível dos cristãos na terra onde Jesus nasceu. Trata-se de uma comunhão que é ainda mais importante num momento particularmente difícil para a vida das comunidades cristãs que veem o número dos fiéis diminuir progressivamente devido às condições económicas e políticas do Médio Oriente.

Esta mensagem é uma das muitas que os organismos ecuménicos, a vários níveis, elaboraram por ocasião do Natal para reafirmar o que os cristãos são chamados a fazer juntos, lendo o nascimento do Senhor numa perspectiva comum para se fazerem testemunhas da paz, da condenação da violência, do acolhimento do estrangeiro, do pobre e do marginalizado.

Precisamente o tema da paz é central na mensagem do pastor Olav Fykse Tveit, secretário-geral do Conselho ecuménico das Igrejas. A mensagem do Conselho das Igrejas das Filipinas é dedicado a um compromisso para o acolhimento de quantos vivem no sofrimento. Os cristãos devem empenhar-se para testemunhar a fidelidade à Palavra de Deus, para pôr fim a violências, preconceitos, desigualdades, perseguições e injustiças.

Riccardo Burigana

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS