Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Três enlevos

· ​No Angelus o Pontífice benzeu as imagens do Menino Jesus para os presépios e lançou um apelo em prol da paz na Síria e na Líbia ·

O convite a deter-se nos «lugares de enlevo» na vida diária foi dirigido pelo Papa aos fiéis reunidos na praça de São Pedro para a recitação do Angelus de 20 de Dezembro, quarto domingo do Advento. Estes lugares, explicou, «são três». O primeiro «é o outro, no qual reconhecer um irmão», o segundo «é a história», o terceiro «é a Igreja: olhar para ela com o enlevo da fé significa não se limitar a considerá-la só como instituição religiosa, que é, mas senti-la como uma Mãe que, apesar das manchas e rugas – temos muitas! – deixa transparecer os lineamentos da Esposa amada e purificada por Cristo Senhor».

Durante o encontro de oração, no qual participaram as crianças dos oratórios romanos que, segundo a tradição, trouxeram as imagens do presépio para serem benzidas, o Pontífice lançou um apelo em prol da paz na Síria e na Líbia. «Também hoje – disse – gostaria de dirigir um pensamento à Síria, exprimindo grande apreço pelo entendimento que a Comunidade internacional acabou de alcançar. Encorajo todos a prosseguir com generoso impulso o caminho rumo à cessação das violências e a uma solução negociada que leve à paz. De igual modo, penso também na vizinha Líbia, onde o recente compromisso assumido entre as Partes por um Governo de unidade nacional convida à esperança para o futuro».

Angelus  

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

15 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS