Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Tempo de renovação

· No Angelus o pensamento do Papa pelas pessoas que vivem a Quaresma na prisão ·

Um encorajamento «a viver o período quaresmal como ocasião de reconciliação e de renovação da própria vida» foi dirigido pelo Papa Francisco aos detidos, no final do Angelus recitado na praça de São Pedro no domingo, 18 de fevereiro.

Antes da prece mariana o Pontífice comentou o trecho da liturgia tirado do Evangelho de Marcos (1, 12-13), ressaltando que «a Quaresma é um tempo de “competição” espiritual, de luta espiritual: somos chamados a fazer face ao maligno mediante a oração a fim de sermos capazes, com a ajuda de Deus, de o vencer na nossa vida».

Na conclusão do Angelus, Francisco convidou os jovens a participar também através da rede na reunião pré-sinodal que terá lugar em Roma no mês de março. Por fim, pediu aos fiéis uma especial «recordação na oração por mim e pelos colaboradores da Cúria romana, porque esta tarde começaremos a semana dos exercícios espirituais».

Angelus do Papa

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS