Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Solidariedade para vencer o ébola

· O cardeal Turkson em Serra Leoa e na Libéria ·

Serra Leoa e Libéria, dois dos três países da África ocidental – juntamente com a Guiné – mais atingidos pelo vírus ébola, são a meta da viagem que o cardeal presidente do Pontifício Conselho justiça e paz, Peter Kodwo Appiah Turkson, realizou de 16 a 18 de Dezembro, com o objectivo de levar «uma mensagem de solidariedade e de esperança para a Igreja, para os agentes no campo da saúde e para as populações».

Acompanhado por monsenhor Robert J. Vitillo, consultor especial de Caritas internationalis para a saúde, o purpurado visitará as duas nações também para testemunhar «a solidariedade do Papa», o qual – recorda - «em diversas ocasiões expressou a sua profunda preocupação pelas vítimas de ébola e pelos seus entes queridos»:

A epidemia, que segundo os cálculos da Organização mundial da saúde provocou até agora 6.500 vítimas num total de 18.000 casos prováveis ou suspeitos, tem um impacto sobre a realidade social dos países atingidos que vai além do aspecto meramente sanitário. «O encerramento de empresas e de outras sedes de serviços – denuncia o cardeal – provocou o caos na economia já frágil. Os peritos informam-nos que a despesa social é muito elevada pois as escolas estão fechadas, aumentam as adolescentes grávidas, assim como os pequenos crimes dado que os jovens, não empenhados em actividade produtiva alguma, vagabundam pelas estradas». Além disso «os órfãos de ébola são muitas vezes rejeitados pelos membros da sua família alargada, mesmo se não estão contagiados».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Outubro de 2018

NOTÍCIAS RELACIONADAS