Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A senhora idosa e o autocarro

«O símbolo da falência da cidade»: com estas palavras um leitor enviou ao «Corriere della Sera» a sequência de fotografias que publicámos aqui ao lado. Roma está arrasada pelas chuvas, o trânsito está bloqueado, uma senhora idosa espera quarenta minutos pelo autocarro que deveria levá-la a casa, depois de ter estado na fila para pagar uma conta no correio. Finalmente o autocarro chega: os aspirantes passageiros – narra Ester Palma na edição romana do diário do passado dia 2 de Fevereiro - fecham os guarda-chuvas para entrar. É o que faz também a senhora idosa, mas os seus movimentos são lentos devido à idade. Uma pessoa que passa naquele momento aproxima-se para a ajudar, um passageiro que já está dentro pede ao motorista para esperar, mas quando a mulher está quase a entrar, o condutor bufa e parte, deixando a idosa na paragem. A Atac [empresa responsável pelo transporte público dentro da cidade de Roma] abriu um processo interno sobre este episódio. Mas permanecem, indeléveis, estes fotogramas para demonstrar a falta de humanidade a que nos estamos a habituar.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS