Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Sempre além

· Encontrando-se com os Cursilhos de cristandade o Papa recomendou que nunca se cansem de ir ao encontro dos distantes ·

Milhares de pertencentes aos Cursilhos de cristandade foram recebidos em audiência pelo Papa na sala Paulo VI a 30 de Abril. O encontrou foi ocasião para o Pontífice ponderar sobre o carisma do Movimento. Primeiro, referiu-se ao problema de manter em harmonia a fidelidade ao carisma original e a necessidade de se adaptar às novidades para responder às mudadas situações. 

Depois questionou o modo de viver a amizade com Cristo e com o próximo nos vários âmbitos de vida. Enfim, centrou-se na saída missionária, típica dos Cursilhos: como realizá-la no meio das dificuldades interiores e exteriores que se sobrepõem?

Depois, o Pontífice disse: «Não fizestes proselitismo! E esta é uma virtude. A Igreja não cresce por proselitismo, mas por testemunho», dizia o Papa Bento. Não fizestes proselitismo. É uma graça de Deus. Seguindo o seu exemplo, também vós quereis anunciar a Boa Notícia do amor de Deus... Quando é necessário, ide além sem nunca vos cansardes, ao encontro dos afastados!».

«Para ajudar o próximo a crescer na fé – acrescentou – é preciso experimentar a bondade e a ternura de Deus... O Senhor quer encontrar-nos, habitar em nós, ser nosso amigo e irmão, nosso mestre que nos revela a senda a percorrer para alcançar a felicidade. E nada nos pede em troca, só nos pede que o recebamos, porque o amor de Deus é grátis, puro dom. Isto é importante! Para dar testemunho é necessário reconhecer que tudo o que temos é puro dom, é um presente, é graça. Isto não compre nem se vende!».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS