Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Sem temor

· Iniciaram em Ariccia os exercícios espirituais do Pontífice e da Cúria romana ·

Não ter medo: foi o convite que serviu como fio condutor à meditação pronunciada pelo padre Ermes Ronchi na manhã de segunda-feira 7 de março, segundo dia dos exercícios espirituais quaresmais pregados pelo religioso servo de Maria ao Papa e à Cúria romana.

À Casa do Divino Mestre de Ariccia, onde também este ano se realizam os exercícios, o Pontífice chegou às 16h45 de domingo 6, a bordo de uma das três carrinhas que partiram do Vaticano. Receberam-no, entre outros, o arcebispo Angelo Becciu, substituto da Secretaria de Estado, monsenhor Leonardo Sapienza, regente da Prefeitura da Casa pontifícia, e o sacerdote Valdir José de Castro, superior-geral da Sociedade de São Paulo, com a comunidade religiosa de Ariccia.

Setenta são os participantes nos exercícios espirituais pregados pelo religioso, que na meditação da manhã de segunda-feira recordou que o medo afunda as suas raízes na imagem errada de Deus. Adão e Eva, observou, acreditam na imagem invertida de Deus, que priva e não concede, que rouba liberdade em vez de oferecer possibilidade. Um Deus com o olhar julgador, o qual deve ser evitado em vez de lhe ir ao seu encontro. O pecado original, acrescentou Ronchi, não narra a simples transgressão de uma proibição, mas o transtorno do rosto de Deus. Nesta visão, o primeiro de todos os pecados revela-se um pecado contra a fé. Assim o medo entrou no mundo e nunca mais o deixou.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS