Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Rumo ao jubileu dos doentes

· ​Congresso sobre os cuidados às pessoas atingidas pela lepra ·

Não obstante a terapia multi-fármaco tenha permitido a cura de dezasseis milhões de leprosos, todos os anos no mundo se assinalam duzentos mil novos casos, sobretudo na Índia, Indonésia e Brasil, mas também noutros dez países entre África e Ásia: por isso não pode faltar o compromisso da Igreja nos cuidados aos doentes e o apoio a quem dela se curou.

Pois a lepra é acompanhada por um tão pesado quão injustificado estigma social, que destrói o futuro de quem por ela é atingido, condenando-o muitas vezes à marginalização. Parte destas premissas o congresso internacional «Para uma cura holística das pessoas atingidas pelo mal de Hansen respeitadora da sua dignidade» que terá lugar no Instituto patrístico Augustinianum de Roma nos dias 9 e 10 de junho.

Apresentada na Sala de Imprensa da Santa Sé na terça-feira dia 7, a conferência é organizada pelo Pontifício Conselho para a pastoral no campo da saúde, com as fundações «O Bom Samaritano» e «Nippon», em colaboração com as fundações «Raoul Foullereau», «Sasakawa Memorial Health» e a Soberana ordem militar de Malta (Smom). No final dos trabalhos os congressistas participarão nas iniciativas do jubileu dos doentes e dos deficientes programadas com a presença do Papa Francisco no fim de semana.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS