Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Religiosas para a instrução
das crianças deficientes na Índia

Para as crianças deficientes a possibilidade de frequentarem a escola é cinco vezes inferior à dos outros menores. Também por este motivo, em Thrissur no Kerala, as irmãs da Congregação das Samaritan Sisters fundaram “Snehaddepthi”, um instituto especial cujas classes vão desde a creche – a idade mínima é de três anos – até à escola superior profissional. O projecto nasceu no ano dois mil num barracão provisório com duas salas e dez crianças. Hoje são cento e quarenta as crianças e os adolescentes com deficiência psíquica que frequentam a estrutura, muitos dos quais pertencem a famílias pobres. As irmãs estão a pensar em construir um outro pavilhão para poderem acolher novos inscritos. Contudo, para obterem, como esperam, um apoio económico do governo, devem activar um serviço de fisioterapia e de terapia da linguagem, adequar os espaços e garantir um professor pelo menos para cada oito alunos. Este ano dezoito das crianças de Snehadeepthi superaram os exames das escolas estatais. Três participaram nas Olimpíadas Especiais da Ásia e do Pacífico na Austrália, vencendo três medalhas.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

14 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS