Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A religião não pode dividir

· Violências no Próximo Oriente e ecumenismo num discurso de Bartolomeu ·

«Um crime cometido em nome da religião é um delito contra a própria religião, porque o ódio se reveste de religião com a finalidade de semear inimizade numa história que já não possui nada de santo nem de sagrado». Ao receber no Fanar um grupo de peregrinos da arquidiocese de Milão e uma delegação de jornalistas do diário francês «la Croix», o Patriarca ecuménico e arcebispo de Constantinopla, Bartolomeu, voltou a falar sobre as violências «insustentáveis» no Próximo Oriente e na Ucrânia. Tragédias, «barbáries de outros tempos», que nada nem ninguém pode justificar.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS