Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Quanto fazemos pelas mulheres

· ​Mensagem vídeo do Papa ·

«É inegável o contributo das mulheres em todos os âmbitos da atividade humana, começando pela família. Mas só reconhecê-lo... é suficiente?». Com esta pergunta tem início a mensagem vídeo de Francisco transmitida na internet (www.apmej.org) da Rede mundial de oração do Papa (Apostolado da oração). O Pontífice comenta em espanhol – mas o vídeo com legendas em seis línguas está disponível no site www.thepopevideo.org – a sua intenção universal para o mês de maio, a fim de que em todos os países as mulheres sejam honradas e respeitadas, e seja valorizado o seu imprescindível contributo social.

«Fizemos muito pouco pelas mulheres que se encontram em situações deveras difíceis, desaparecidas, marginalizadas e até reduzidas em escravidão», prossegue Francisco na mensagem. Passam no vídeo cenas de mulheres no trabalho: professoras, médicas, operárias ou donas de casa nos âmbitos e lugares mais diversos. As imagens evidenciam a exploração que muitas sofrem, enquanto se lê impresso no fundo em caracteres garrafais: «O meu trabalho vale tanto quanto o de um homem» ou «Basta com a discriminação no trabalho».

O Papa evidencia que é preciso «condenar a violência sexual que sofrem as mulheres e eliminar os obstáculos que impedem a sua plena inserção na vida social, política e económica». Depois dirige um convite a abater as barreiras de discriminação e de desigualdade: «Se pensas que isto seja justo, divulga este apelo juntamente comigo a fim de que em todos os países as mulheres sejam honradas e respeitadas e valorizado o seu imprescindível contributo social». Aparece simbolicamente a frase: «Homens e mulheres somos filhos de Deus».

A mensagem vídeo foi preparada, como as precedentes, pela agência de comunicação La Machi, que se ocupa da produção e distribuição, em colaboração com o Centro televisivo do Vaticano, que gravou as imagens.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS