Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Propostas convincentes para os jovens

· O Papa aos bispos de Portugal em visita «ad limina» ·

Propostas convincentes para os jovens portugueses, pediu o Papa aos bispos do país durante a audiência na manhã de segunda-feira, 7 de Setembro, por ocasião da visita «ad limina». No discurso entregue em português, o Pontífice exortou os prelados «a prosseguir no empenho duma constante e metódica evangelização», porque uma «formação autenticamente cristã da consciência» é ajuda indispensável «também para o amadurecimento social e para o verdadeiro e equilibrado bem-estar de Portugal».

Dos relatórios quinquenais do episcopado o Papa pôde «deduzir, com verdadeira satisfação, que as luzes sobrepujam as sombras: a Igreja que vive em Portugal é uma Igreja serena, guiada pelo bom senso, escutada pela maioria da população e pelas instituições nacionais, embora nem sempre seja seguida a sua voz; o povo português é bom, hospitaleiro, generoso e religioso, ama a paz e quer a justiça; há um episcopado fraternalmente unido; há sacerdotes, preparados espiritual e culturalmente, que desejam dar um testemunho cada vez mais coerente de vida interior realizada de modo evangélico, enquanto enraizada na oração e na caridade; há consagrados e consagradas, que, fiéis ao carisma dos respectivos fundadores, manifestam à sociedade contemporânea o valor perene da sua entrega total e há leigos que exprimem, com a sua vida no mundo, a presença eficaz da Igreja para a autêntica promoção humana e social da Nação». Contudo, realçou o Pontífice, há também «situações que suscitam perplexidade e causam amargura, tais como certas paróquias estagnadas e necessitadas de reavivar a fé baptismal, que acorde no indivíduo e na comunidade um autêntico espírito de missão». Em particular, o Papa Francisco espera propostas concretas para as novas gerações, considerando que «a maioria dos adolescentes e jovens abandona a prática cristã, depois do sacramento da Confirmação». Com efeito, na opinião do Papa cria-se «um vazio na oferta paroquial de formação cristã juvenil pós-Crisma», que deve ser preenchido.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS