Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Projecto de paz e reconciliação


· O presidente da Comece sobre os resultados das eleições na União Europeia ·

«A maioria dos cidadãos que votaram deu a própria preferência aos candidatos pró-Europa. Isto permitirá que o Parlamento continue o próprio trabalho com homens e mulheres comprometidos e competentes, para o bem de todos os países europeus». Abriu-se deste modo a mensagem que o presidente da Comissão dos episcopados da Comunidade europeia (Comece), cardeal Reinhard Marx, arcebispo de München und Freising, divulgou na passada terça-feira, comentando os resultados das eleições europeias.

Segundo o purpurado – refere o Sir - «suscita preocupação o aumento relativamente consistente dos votos para os partidos anti-Ue», como na França, Dinamarca e Reino Unido. O facto de que alguns dos partidos sejam «não só populistas, mas também nacionalistas e xenófobos, ameaça a coexistência pacífica dos povos. A xenofobia é uma atitude inaceitável para os cristãos». Não obstante seja prematuro compreender as razões do crescimento destes partidos, segundo o cardeal, é extremamente necessário que no futuro «os debates sobre as questões europeias que dizem respeito a todos os cidadãos sejam enfrentados publicamente e de forma transparente. Isto é válido quer para os homens e as mulheres eleitas, quer para os meios de comunicação europeus e para a política na sua globalidade. Bruxelas – acrescentou o presidente da Comece – não deve tornar-se o bode expiatório de um mal-estar difundido». Não obstante as críticas sobre alguns pontos específicos, «a Europa é e permanece um projecto de paz e de reconciliação e, como tal, acompanhado e apoiado positivamente pela Igreja católica».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Janeiro de 2020

NOTÍCIAS RELACIONADAS