Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​Ponte entre Europa e Oriente

· ​Visita do cardeal Sandri a Chipre ·

«Chipre constitui uma ponte preciosa entre a Europa e o Oriente, e também uma provocação positiva para ambos». Disse o cardeal Leonardo Sandri, prefeito da Congregação para as Igrejas orientais, durante a divina liturgia em rito sírio-antioqueno maronita por ocasião da solenidade de são Maron. O rito foi celebrado na catedral de Nossa Senhora das Graças, em Nicósia, no domingo 7 de fevereiro, durante a recente visita realizada à ilha pelo purpurado.

Chipre representa uma provocação para o Próximo Oriente, porque em muitos países – explicou – «se luta para reconhecer a plena cidadania dos cristãos», os quais com frequência são «objeto de perseguição ou segregação em razão do seu credo, como há demasiado tempo vemos tristemente no Iraque e na Síria». Mas Chipre é uma provocação também para a Europa, para que «possa verificar seriamente a fidelidade às próprias raízes religiosas e culturais, que parecem esquecidas em múltiplos âmbitos». Começando pela ideia de pessoa «muitas vezes subordinada à lógica do lucro e do enriquecimento de poucos grupos», mas também «pela capacidade de acolhimento e integração dos pobres e de quem procura refúgio e asilo, até aos valores que defendem a família e a vida que nasce e morre».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS