Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Pesar do Papa pelo assassínio
das irmãs no Burundi

· As três missionárias xaverianas italianas trabalhavam em Bujumbura ·

Profunda dor pelo assassínio de três missionárias xaverianas no Burundi foi expresso pelo Papa Francisco em dois telegramas — assinados pelo cardeal secretário de Estado Pietro Parolin — dirigidos respectivamente a D. Evarist Ngoyagoye, arcebispo de Bujumbura, e à madre Giordana Bertacchini, superiora-geral da congregação feminina. Publicamos a seguir a nossa tradução dos telegramas.

Sua Santidade o Papa Francisco tomou conhecimento com comoção do assassínio de três religiosas, irmã Bernardetta Bogianni, irmã Lucia Pulici e irmã Olga Raschietti, que prestavam serviço pastoral na paróquia de São Guido Maria Conforti em Bujumbura. O Santo Padre pede ao Senhor que acolha na sua habitação de paz estas três religiosas fiéis e devotas. Nesta trágica circunstância exprime proximidade à sua comunidade religiosa, aos seus familiares, e a toda a comunidade diocesana. Em penhor de conforto, concede de todo o coração a vossa excelência, uma afectuosa Bênção apostólica. Uno-me às condolências do Santo Padre e desejo garantir a minha fervorosa oração pelas pessoas próximas às irmãs defuntas.

Este é o texto do telegrama à superiora das missionárias xaverianas.

Profundamente comovido pela trágica morte das missionárias xaverianas assassinadas no Burundi, o Santo Padre deseja garantir a sua sentida participação à profunda dor desta congregação pela grave perda de religiosas tão zelosas e, enquanto deseja que o sangue derramado se torne semente de esperança para construir a autêntica fraternidade entre os povos, eleva fervorosas orações de sufrágio pelas generosas testemunhas do Evangelho e de coração concede aos familiares, a todo o instituto e a quantos choram a sua morte, a confortadora bênção apostólica.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

24 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS