Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Pêsames do Papa
pela morte do cardeal Tucci

Faleceu em Roma, na tarde de terça-feira, 14 de Abril, depois de uma longa enfermidade, o cardeal jesuíta Roberto Tucci. Ao tomar conhecimento da notícia o Papa enviou um telegrama de pêsames ao prepósito-geral da Companhia de Jesus, Adolfo Nicolás Pachón, no qual recorda «a preciosa colaboração por ele prestada por tantos decénios à Santa Sé como director da «Civiltà Cattolica», perito no concílio Vaticano II, director-geral da Rádio Vaticano e especialmente como organizador das visitas papais fora da Itália.

Ele deixa a recordação de uma vida activa e dinâmica, dedicada à adesão coerente e generosa à própria vocação como religioso atento às necessidades dos outros e pastor fiel ao Evangelho e à Igreja, seguindo o exemplo de santo Inácio».

O cardeal Tucci, que teria completado 94 anos no próximo domingo, foi internado há algumas semanas na clínica romana Pio XI devido a problemas respiratórios. Faleceu às 21h40 na enfermaria da comunidade jesuíta de via dei Penitenzieri. Nasceu em Nápoles a 19 de Abril de 1921 e foi ordenado sacerdote no dia 24 de Agosto de 1950. No consistório de 21 de Fevereiro de 2001, o Papa Wojtyła criou-o cardeal diácono de Santo Inácio de Loyola em Campo Marzio. Exactamente dez anos depois, a 21 de Fevereiro de 2011, optou pela ordem dos padres, mantendo a mesma diaconia, elevada pro hac vice a título presbiteral.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS