Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A perseguição
que o mundo esconde

· No Angelus a dor do Papa Francisco pelos massacres dos cristãos no Paquistão ·

O brado de dor do Papa por mais um massacre de cristãos, provocado no Paquistão pelos ataques terroristas contra duas igrejas em Lahore, ressoou no Angelus de domingo 15 de Março.

Dirigindo-se aos fiéis reunidos na praça de São Pedro o Pontífice denunciou a indiferença do mundo face ao drama das perseguições que atingem os crentes e invocou o fim das violências no país asiático e em todos os países onde «os cristãos são perseguidos, onde os nossos irmãos derramam o sangue unicamente por serem cristãos».

«Ao garantir a minha oração pelas vítimas e pelas suas famílias - disse – peço ao Senhor, imploro do Senhor, fonte de todo o bem, o dom da paz e da concórdia para aquele país. Que esta perseguição contra os cristãos, que o mundo procura esconder, acabe e dê lugar à paz». Do Papa um pensamento também às populações de Vanuatu, o arquipélago do Pacífico atingido por um ciclone devastador: «Rezo pelos defuntos, pelos feridos e pelos desabrigados», garantiu, agradecendo «a quantos se activaram imediatamente para levar socorro e ajudas».

Palavras do Papa no Angelus

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS