Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Paula

· O romance ·

Sobrinha de uma das personalidades mais amadas da história chilena, com mais de vinte livros, Isabel Allende é uma das escritoras vivas mais conhecidas no mundo. Entre romances, páginas autobiográficas, contos, receitas e livros para crianças, em 1994 chegou, contudo, o livro mais difícil, Paula. É um longo diário de adeus à filha, morta com 28 anos de porfiria, doença rara e gravíssima que a prostrou por quase um ano em coma. A mãe, já escritora de sucesso, permanece constantemente à cabeceira da jovem: primeiro nos corredores de um hospital de Madrid, depois num quarto de hotel e por fim ao lado da cama na casa da Califórnia, fala e escreve incessantemente à sua filha. «Ouve, Paula, quero contar-te uma história, assim quando acordares não te sentirás tão desorientada». Se os médicos tentam (inutilmente) salvar a jovem com a sua ciência, a mãe confia apenas na única arma que possui: a narração. Porque não existe separação definitiva enquanto existe a recordação. Até quando Paula se afasta mujer para se tornar, e depois voltar, espíritu. (@GiuliGaleotti)

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS