Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Parabéns a Bento XVI
pelo seu octogésimo novo aniversário

· O pensamento de Francisco durante o voo rumo à ilha de Lesbos ·

«Nós vamos para encontrar a maior catástrofe humanitária deposi da segunda guerra mundial», disse o Papa Francisco aos jornalistas durante o voo para Lesbos. «É uma viagem — explicou — um pouco diferente das outras. Nas viagens apostólica nós vamos para fazer muitas coisas: ver as pessoas, falar... há inclusive a alegria do encontro. Mas esta é uma viagem marcada pela tristeza, e isto é importante. É uma viagem triste».

«Vamos — como veremos — ao encontro de muitas pessoas que sofrem, que não sabem para onde ir, que tiveram de fugir» continuou o Pontífice, acrescentando: «E iremos também a um cemitério: o mar. Ali muitos morreram afogados».

«Digo-o — afirmou Francisco — não para amargurar, não por amargura, mas também para que o vosso trabalho de hoje possa transmitir nos vossos meios de comunicação estado de espírito com que empreendo esta viagem».

Antes de concluir o encontro com os jornalistas, o Papa retomou o microfone para recordar «que hoje o Papa Bento XVI faz oitenta e nove anos», e depois pediu «uma oração por ele». Numa mensagem de felicitações que lhe dirigiu durante o voo lê-se: «O Santo Padre Francisco, juntamente com quantos o acompanham na sua visita a Lesbos — séguito e jornalistas — transmite ao Papa Emérito Bento XVI os bons votos mais carinhosos e cordiais por ocasião do seu 89° genetlíaco, pedindo ao Senhor que continue a abençoar o seu precioso serviço de proximidade e oração por toda a Igreja».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS