Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Para uma cultura do encontro e do acolhimento

· Em diálogo com o cardeal Vegliò sobre a centésima edição do Dia mundial do migrante e do refugiado ·

Com a visita a Lampedusa e ao Centro Astalli em Roma, o Papa Francisco teve o mérito de ter inserido os marginalizados na agenda política. Eis quanto afirma o cardeal António Maria Vegliò, presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, numa entrevista a L'Osservatore Romano, por ocasião da centésima edição do dia mundial do migrante e do refugiado, que se celebra a 19 de Janeiro. Em particular, o cardeal frisa o convite do Papa a favorecer o nascimento de uma cultura do encontro.

Nicola Gori

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS