Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Para uma cultura de paz

· O arcebispo Gallagher no Japão pediu o compromisso unânime da comunidade internacional ·

A «guerra mundial aos pedaços», como diz o Papa Francisco, o terrorismo, as muitas crises internacionais com a sua carga de injustiças e os gastos enormes com armas que sufocam o grito dos pobres, requerem uma resposta adequada, unânime e rápida. 

Com esta consciência o arcebispo Paul Richard Gallagher, secretário para as Relações com os Estados, lançou uma campanha mundial para transmitir a ideia de que «a paz é fruto de um contributo complexo cujo veículo é uma cultura de paz». Precisamente a «promoção de uma cultura de paz» foi a essência da lectio magistralis que o prelado pronunciou no dia 2 de fevereiro, da tribuna prestigiosa da Sophia university de Tóquio, enquanto se concluiu a sua viagem ao Japão iniciada a 27 de janeiro.

«Ao olhar para o cenário mundial – afirmou – o Papa introduziu a expressão “guerra aos pedaços” a fim de divisar entre os muitos possíveis “porquês” de um conflito – interesses egoístas, pobreza, falta de desenvolvimento, domínio territorial, esfera de influência – o essencial: a busca da paz exige que se volte aos princípios fundamentais das relações humanas e, portanto, e que se recuperem as bases quer da ordem interna das nações quer internacional».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS