Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Para um coração que ouve

· Bento XVI concluiu os exercícios espirituais no Vaticano ·

«O homem precisa do relacionamento, de ouvir o outro, sobretudo Deus. Só assim se conhece a si mesmo, só assim se torna ele mesmo». Ressaltou o Papa na manhã de sábado, 27 de Fevereiro, na conclusão dos exercícios espirituais pregados pelo Padre Enrico dal Covolo, na capela Redemptoris Mater no Vaticano. Bento XVI convidou sobretudo a olhar para Maria como modelo de «mulher com o coração à escuta, que está imersa na Palavra de Deus, a medita e a guarda no coração». Nesta escuta – explicou – «Maria concebeu a Palavra eterna, deu a sua carne por esta Palavra».

Amados Irmãos!

Estimado Padre Enrico!

Em nome de todos nós aqui presentes gostaria de manifestar o meu profundo agradecimento a si, Padre Enrico, por estes exercícios, pelo modo apaixonado e muito pessoal com o qual nos guiou no caminho rumo a Cristo, no caminho de renovação do nosso sacerdócio.

O senhor escolheu como ponto de partida, como quadro sempre presente, como ponto de chegada – vimo-lo agora – a oração de Salomão para «um coração que ouve». Na realidade parece-me que nela está resumida toda a visão cristã do homem. O homem não é perfeito em si, o homem precisa da relação, é um ser em relação. Não é o seu cogitare toda a realidade. Precisa da escuta, da escuta do outro, sobretudo do Outro com o  maiúsculo, de Deus. Só assim se conhece a si mesmo, só assim se torna ele mesmo.

Aqui deste lugar sempre vi a Mãe do Redentor, a Sedes Sapientiae, o trono vivente da sabedoria, com a Sabedoria encarnada no seio. E como vimos, São Lucas apresenta Maria precisamente como mulher do coração à escuta, que está imersa na Palavra de Deus, que ouve a Palavra, a medita (synbàllein) , a compõe e a conserva, a guarda no seu coração. Os padres da Igreja  dizem  que no momento da concepção  do  Verbo  eterno  no  seio da  Virgem  o  Espírito  Santo  entrou em Maria através dos ouvidos. Na escuta concebeu a Palavra eterna, deu a sua carne  a esta Palavra. E assim diz-nos o  que significa ter um  coração  à escuta.

Aqui Maria está circundada pelos pais e mães da Igreja, da comunhão dos santos. E assim vemos e compreendemos precisamente nestes dias que não no eu isolado podemos ouvir realmente a Palavra: só no nós da Igreja, no nós da comunhão dos santos.

E o senhor, querido Padre Enrico, mostrou-nos, deu voz a cinco figuras exemplares do sacerdócio, começando com Inácio de Antioquia e chegando ao venerável Papa João Paulo II. Assim compreendemos realmente de novo o que significa ser sacerdote, tornar-se cada vez mais sacerdote.

O senhor ressaltou também que a consagração encaminha-se para a missão, é destinada a tornar-se missão. Nestes dias aprofundamos com a ajuda de Deus a nossa consagração. Assim, com coragem renovada, queremos agora enfrentar a nossa missão. O Senhor nos ajude. Obrigado pela sua ajuda, Padre Enrico.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS