Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Para a formação dos estudantes ortodoxos

· O compromisso do Comité para a colaboração cultural com as Igrejas ortodoxas e as Igrejas ortodoxas orientais ·

São centenas os estudantes ortodoxos que puderam completar a própria formação nas instituições académicas da Igreja católica graças ao Comité para a colaboração cultural com as Igrejas ortodoxas e as Igrejas ortodoxas orientais. Para comemorar o cinquentenário de actividade, o Papa Francisco recebe amanhã, sábado 11 de Janeiro, os membros da instituição, que depende directamente do Pontifício Conselho para a promoção da unidade dos cristãos. Na audiência participarão também o cardeal Kurt Koch, presidente do dicastério, os componentes do Comité 

O Comité para a colaboração cultural foi instituído em 27 de Julho de 1964 com uma carta de Paulo VI ao cardeal Agostino Bea, primeiro presidente do Secretariado para a unidade dos cristãos (que depois se tornou Pontifício Conselho), no âmbito das iniciativas finalizadas a «restabelecer vínculos fraternos entre a Igreja católica e as veneráveis Igrejas do Oriente», e tem a tarefa de «promover o desejo sincero de conhecimento e compreensão recíprocos, fundados no respeito e na caridade mútua».de gestão, que incluem os benfeitores principais, e os estudantes bolsistas que actualmente estão em Roma. Trata-se de cinquenta jovens que frequentam as Universidades Pontifícias graças ao Comité, o qual apoia também cinco matriculados no Istitut Catholique de Paris.

Nasceu de uma iniciativa da secção oriental do dicastério e trabalha sob a responsabilidade directa do presidente do Pontifício Conselho, distribuindo bolsas de estudo para a obtenção de uma licença ou doutoramento em ciências eclesiásticas a candidatos apresentados pelas respectivas autoridades religiosas, e apoia projectos de colaboração ecuménica, especialmente a nível de formação. Além disso, o Comité realiza diversos projectos de colaboração, sobretudo na Rússia, Grécia, Ucrânia, Bielo-Rússia e Líbano.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS